10 LIVROS EM FORMA DE DIÁRIO





Olá pessoal !!! 
Quem tem ou já teve um diário pessoal? Um caderninho onde tem registrado vários momentos especiais, sonhos, realizações, aventuras?! Se a resposta é sim, sabe muito bem como é especial. O objetivo é manter guardado só pra gente, que ninguém nunca venha saber os nossos maiores segredos. Mas quantas vezes vão parar nas mãos erradas, ou ainda se tornam mundialmente conhecidos. Confessa, se vocês encontrassem vários diários, vocês iriam ler? ou deixariam bem fechados?! Bate uma curiosidade, não é verdade? O que acha então de ler livros nessa forma?


  
A estrela que nunca vai se apagar (Esther Earl)

Li esse livro no ano passado. Recebi através do site Booktour e achei incrível. Já tinha assistido e lido "A culpa é das estrelas" e somente depois fui ter acesso ao livro sobre Esther, quem inspirou John Green a escrever sobre sua história. Esther Grace Earl foi diagnosticada com câncer de tireoide aos doze anos, era uma adolescente talentosa e cheia de vida. Ela marcou todos em seu caminho com sua generosidade, esperança e altruísmo enquanto enfrentava a doença. Filha, irmã e amiga divertida, alto-astral e inspiradora, Esther faleceu em 2010, logo após completar dezesseis anos, mas não sem antes servir de inspiração para milhares de pessoas por meio de seu vlog e dos diversos grupos on-line de que fazia parte. A estrela que nunca vai se apagar é uma biografia única, que reúne trechos de diários, textos de ficção, cartas e desenhos de Esther. Fotografias e relatos da família e de amigos ajudam a contar sua história.


Antes de dormir (S.J.Watson)

Todos as manhãs, Christine acorda sem saber onde está. Suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. Seu marido, Ben, é um estranho. Todos os dias ele tem de recontar a vida deles e o misterioso acidente que tornou Christine uma amnésica. Encorajada por um médico, ela começa a escrever um diário para ajudá-la a reconstruir suas memórias mas acaba descobrindo que a única pessoa em quem confia talvez esteja contando apenas parte da história.









Cotoco (John van der Ruit)

Por indicação, encontrei esse livro. Conta a história de um menino, John "Spud" Milton, em 1990, ele tem um diário de seu primeiro ano em um colégio de elite, apenas para rapazes. Ambientado na África do Sul, quando ele lida com companheiros de classe estranhos, vai enfrentar pais problemáticos.











Diário de uma escrava (Rô Mierling)

Li recentemente e considero um dos melhores livros do gênero. Fala da história de Laura que  foi raptada e jogada no fundo de um buraco por um completo desconhecido. Ela vê sua vida mudar, e passa a descrever com detalhes íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é um homem casado e trabalhador, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte. Narrado em forma de diário, o livro acompanha os momentos mais cruciais da vida de Laura, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da sobrevivência. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, Diário de uma Escrava apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente mais comum do que se imagina, no Brasil e em todo o mundo. A obra de Rô Mierling é, acima de tudo, um alerta para todas as mulheres. Através dele, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade.


Garota exemplar (Gillian Flynn)


Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?



Minha vida de menina (Helena Morley)
Aclamado por escritores como Carlos Drummond de Andrade e João Guimarães Rosa, Minha vida de menina é o diário de uma garota de província do final do século XIX. Publicado pela primeira vez em 1942, antecipa a voga das histórias do cotidiano e dos relatos confessionais de adolescentes ao traçar um retrato vivo e bem-humorado da vida em Diamantina entre 1893 e 1895. A pequena Helena Morley (pseudônimo de Alice Dayrell Caldeira Brant) compõe um painel multicolorido, desabusado e quase sempre inconformista do Brasil. De lambuja, o leitor é apresentado às inquietações típicas de uma adolescente espevitada e esperta às vésperas de um novo século.







O diário de Anne Frank (Anne Frank)

O depoimento da pequena Anne Frank, sobre os momentos que passou escondida no sótão de uma casa em Amsterdã. Ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seu diário narra os sentimentos, os medos e as pequenas alegrias de uma menina judia que, como sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocauto. Lançado em 1947, O diário de Anne Frank tornou-se um dos livros mais lidos do mundo. O relato tocante e impressionante das atrocidades e dos horrores cometidos contra os judeus faz deste livro um precioso documento e uma das obras mais importantes do século XX.






O diário de Bridget Jones (Helen Fielding)

Bridget Jones já é uma personagem querida por milhares de leitores. Seja pelas suas desventuras amorosas ou problemas com os pais, é muito fácil se identificar (e adorar) a personagem criada por Helen Fielding. Em uma nova edição comemorativa dos 20 anos desde o lançamento do primeiro livro, está é uma chance para um reencontro de fãs antigos ou uma nova paixão para quem nunca leu este clássico. Bridget continua atual e afiada como nunca: uma personagem tão perfeitamente imperfeita para ajudar todos que já sentiram que eram os únicos cuja vida não está sob controle.





O diário da Princesa (Meg Cabot)
Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono. Um grande romance que chega às telas em uma produção dos estúdios Disney.













O diário de Zlata  (Zlata Filopovic)

Zlata Filipovic começou seu diário pouco antes de completar onze anos. Oito meses depois, eclode a guerra na Bósnia-Herzegóvina. Durante dois anos ela registra o terror ao seu redor e, com uma surpreendente clareza mental, mostra-nos como a selvageria invadiu o seu cotidiano.

E então, o que acharam das indicações ?!?!
Quais desses já conheciam ?!
Deixem seus comentários aqui ...



Comente com o Facebook:

Lorena Caribé
Lorena Caribé

Olá !!! Sejam bem vindos !!! Meu nome é Lorena Caribé e esse é meu Blog Aventura Literário. Ele existe desde Novembro de 2015. É o espaço onde compartilho minhas leituras e curiosidades. Espero que vocês gostem e continuem visitando para novas atualizações. CONTATO: aventuraliteraria@hotmail.com

18 comentários:

  1. Adoro listas!! *___*
    Gostei bastante de ver Minha vida de Menina por aqui! Assisti ao filme baseado na obra quando era criança e não conseguia achar o livro porque não me lembrava o nome da autora! Já anotei aqui! Dos livros que você citou, li: O diário de Bridget Jones (amo), O diário de Anne Frank (adorei) e o Garota Exemplar (não curti). Ah, e também quero ler O diário de Zlata! =)

    ResponderExcluir
  2. Conheço todos os livros citados, apesar de não ter lidos todos. O da Anne Frank é o que mais gosto, li ainda na adolescência. Tenho garota Exemplar, mas não li ainda.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ótimas indicações!
    Conheço a maioria dos livros que indicou, tenho muita vontade de ler "O diário da princesa" e "Garota exemplar".
    Achei a ideia do post super legal, beijos.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, mas só li dois livros que são diários e que ambos estão na sua lista, que é O diário de Anne Frank e também A estrela que nunca vai se apagar, mas já assisti Garota Exemplar e faz tempos que fico só na vontade de ler ao livro, que parece ser maravilhoso.
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
  5. Que posto legal, eu conheço a maioria desses livros e quase todos me interessam bastante. Eu quero muito ler O DIário de Anne Frank e o livro da Rô eu tenho curiosidade mas não sei se tenho estômago para ler.

    ResponderExcluir
  6. Oiii!
    Eua doro livros em formato de diários. Dos citados eu já li Garota Exemplar, O diário da Princesa (não consegui terminar todos ainda) e estou lendo o Diário de Bridget Jones...
    Ainda quero ler o Diário de Anne Frank e Antes de dormir! =)

    vicioseliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Não curto muito esses livros em formato de diário, mas algumas das histórias que vc indicou são boas apesar de não estarem na minha lista.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Quando eu li o título, pensei que seriam livros para serem usados como diário - sei, fui bem burra, asiajisjia.
    Enfim, alguns eu já conhecia, mesmo eu nunca tido lido. Como por exemplo: O diário de Anne Frank, Garota Exemplar e a estrela que nunca vai se apagar.
    O único que li - enquanto estava no Wattpad -, foi "O diário de um escrava" e eu simplesmente me surpreendi com a história.
    Um que me chamou atenção foi "Antes de Dormir", aliás, já anotei a dica para ler futuramente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Adorei esse post Lorena, já li alguns de sua lista e fiquei muito interessada em outros, principalmente em O Diário de uma Escrava (que edição linda) e Antes de Dormir, já estão devidamente anotados para uma futura leitura. Bjs

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oie amore,
    Particularmente amo esses livros diários – são normalmente tão gostosos de ser lido. Então adorei seu post amore.
    Anotei algumas dicas por aqui. Alguns já estavam em minha lista!!!
    Quero... Quero... Queroooo!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu amo esse estilo de livro!!! E acabo de perceber que tive a oportunidade de ler O Diário de Zlata no colégio e não li! (Perdi a chance :( ) Diário De uma Escrava e Garota Exemplar( eu não sabia que era em estilo de diário 😱) já estão na minha meta de leitura desse ano , e espero que sejam ótimos livros! Amo o Diário de Anne Frank , chorei litros e refleti bastante sobre inúmeras coisas, leitura obrigatória!! Eu amo a escrita de Meg Cabot mas nunca li O Diário da Princesa ! Já li também Diário de Um Adolescente Hipocondríaco (também li o Diário da irmã dele mas não lembro o nome do livro rsrsrs)que é muito bom!!! Ótimo post! Beijos do Wes *_*

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Lorena, tudo bem?
    Eu gosto de livros que possuem o formato de diário desde a autobiografias a ficção. A Estrela que nunca vai se apagar é bem legal, virei fã da Esther no momento que a conheci. Anne e Zlata foram livros que me surpreenderam, eles possuem uma carga muito pesada por ter crianças vivendo uma guerra, ninguém deveria passar pelas situações que essas garotas passaram. O Diário de Bridget Jones eu li a um bom tempo atrás, na época eu nem fazia parte do público para o qual ele é direcionado, mas ri de muitas situações, acredito que hoje seria bem mais divertido realizar essa leitura.
    Ótimas dicas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. confesso que não leio muito esse tipo de livro porque li O Diário da Princesa e não gostei muito.. acho que porque vi o filme sabe? achei os pensamentos dela um pouco infantis pra mim. o da Anne é inspirador. anotei algumas das suas sugestões e vou com certeza dar uma lida, começando por Garota Exemplar, que todo mundo elogia. adorei o post!

    ResponderExcluir
  14. Oiii.
    Eu acho esse formato de livro espetacular. Acho que a gente consegue ficar mais próximos da personagem... Dos livros que você citou eu sou doida para ler "O diário de Anne Frank". Esses diários são bem importantes e retratam muita coisa da segunda guerra.
    Amei as dicas.
    Bjoo

    ResponderExcluir
  15. Ótima lista! Já li a maioria desses livros e dos que não li o que mais é Cotoco. Todo mundo diz que é muito booom. Também tô afimzona de Diário de uma escrava.

    ResponderExcluir
  16. Oi Lorena! ^^
    Em relação ao questionamento feito lá em cima acho que se eu encontrasse diversos diários e acreditasse que não conseguiria encontrar os donos para devolver eu iria guardar, sem ler, assim como guardo os meus hoje em dia. ;)
    De todas as suas indicações, cujo algumas eu já li, fiquei muito curiosa em relação a Antes de Dormir. Esse eu ainda não conhecia, apesar de ter a impressão que já escutei alguém comentando sobre a história, mas a capa eu nunca tinha visto.

    Beijos e até logo! \o
    Obrigada pelas indicações!

    ResponderExcluir
  17. Olá, eu adoro livros escritos dessa forma, ou até mesmo em cartas, acho diferente e bem criativo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi, Lorena ^^
    Diário é uma coisa extremamente pessoal, não recomendo ninguém a ler o diário de outra pessoa. Foi com esse pensamento de invasão que minha mãe leu o meu na adolescência e descobriu minha orientação sexual assim como pensamentos mais íntimos.
    Admiro bastante quem mantém um pois além de tirar o sentimento de sufocamento também ajuda na prática da escrita.
    Li muitos anos atrás O DIÁRIO DE ZLATA e desejo bastante ler: O DIÁRIO DE BRIDGET JONES e GAROTA EXEMPLAR.
    DIÁRIO DE UMA ESCRAVA estou com ele para ler e tendo uma sensação muito negativa de como ele foi escrito, mas só lendo para ter uma opinião completamente formada.
    Parabéns pelas indicações, Lorena. Agora me diz ai: cê leu todas essas obras? :D
    Bjs

    ResponderExcluir